Notícias

Especialistas analisam o mistério do voo 5735, que caiu na vertical e matou 132 pessoas na China

especialistas-analisam-o-misterio-do-voo-5735--que-caiu-na-vertical-e-matou-132-pessoas-na-china

Categoria: Acidentes

Postado em: 28-03-2022

Especialistas tentam entender o que teria provocado a queda, em um √Ęngulo de 90 graus, do Boeing 737-800 da empresa China Eastern Airlines, no estado chin√™s de Guangxi, sem deixar sobreviventes.

O que pode levar um Boeing a mergulhar na vertical, como aconteceu esta semana na China?

Especialistas fizeram uma simula√ß√£o para mostrar como foram os √ļltimos minutos do voo MU-5735, da empresa a√©rea China Eastern Airlines, que caiu na segunda-feira (21) no estado chin√™s de Guangxi, matando todas as 132 pessoas a bordo, 123 passageiros e nove tripulantes.

A aeronave, um Boeing 737- 800, decolou da cidade de Kunming para uma viagem de aproximadamente 2 horas até Guangzhou, ambas no sul da China. Ela seguia em velocidade e altitude de cruzeiro, aproximadamente 8.900 metros.

Faltava pouco para começar a descida para o aeroporto de Guangzhou, cidade que antigamente em português era chamada de Cantão. Mas começaram a acontecer coisas que não estavam no programa. Primeiro, o aparelho baixou altitude em 700 metros, em cerca de 16 segundos.

A partir desse ponto as coisas foram ficando ainda mais radicais, mais vertiginosas. O avião começou uma queda brutal de 20 mil pés, mais ou menos 6600 metros, em cerca de 1 minuto.

‚ÄúN√≥s treinamos descidas r√°pidas, descidas de emerg√™ncia. Mas para fazer isso, para perder essa essa altitude em t√£o pouco tempo. Alguma coisa diferente do que a gente costuma treinar em simulador ou at√© mesmo na aeronave. N√≥s treinamos descidas r√°pidas, descidas de emerg√™ncia, Mas para fazer isso, para perder essa altitude em t√£o pouco tempo, alguma coisa diferente do que a gente costuma treinar em simulador ou at√© mesmo na aeronave aconteceu‚ÄĚ, afirma o comandante Lot√°rio Kieling, coordenador de recrutamento de pilotos e com 15 anos de experi√™ncia na China.

Quando tudo parecia indicar uma queda até o solo, tem um breve momento de recuperação. O avião sobe 300 metros. De 2300 metros para 2600 metros, mais ou menos. Isso dura 10 segundos.

"Me parece muito mais que tenha havido a interfer√™ncia, possivelmente humana. Porque o piloto autom√°tico certamente estaria desligado‚ÄĚ, comenta o comandante Raul Franc√©, professor de Ci√™ncias Aeron√°uticas PUC-GO.

Os órgãos de controle aéreo da China tentaram contato com a aeronave, mas não houve resposta.

‚ÄúEsse sil√™ncio r√°dio pode significar que as pessoas, que a tripula√ß√£o estava ocupada, extremamente ocupada na recupera√ß√£o da aeronave‚ÄĚ, sugere Kielling.

Ap√≥s uma estabiliza√ß√£o a cerca de 2600 metros, que durou 10 segundos, o avi√£o entrou em queda vertical, com o nariz totalmente para baixo. A descida foi registrada por c√Ęmeras de seguran√ßa da regi√£o onde ocorreu o acidente.

‚Äú√Č muito assustador. Ali n√£o tinha mais jeito para ningu√©m‚ÄĚ, comenta Franc√©.

Comente pelo Facebook

Apoios

Mais NotŪcias

Curta nossa Página